Menu

Banco Popular segue a tendência positiva, com crescimento de lucros e margens e redução da inadimplência

18/06/2017 - Mundo

Os resultados do terceiro trimestre de 2014 Banco Popular confirmam a tendência positiva pôr de manifesto das últimas apresentações de contas. Nos nove primeiros meses do ano, os lucros foram de 231 milhões, 1,7% a mais que no mesmo período do ano anterior, enquanto que as margens continuam oferecendo também melhores números. Além disso, a taxa de mora é reduzido pelo terceiro trimestre consecutivo, situando-se em 13,85%.
As contas trimestrais, destacam-se as mais-valias obtidas após a operação de venda de 51% de Bancopopular-e a Värde Parceiros, 419 milhões de euros, que foram destinados integralmente ao provisões. O total destas resta, portanto, em 1.973 milhões de euros.
Na conferência de imprensa de apresentação, o ceo do Banco Popular, Francisco Gómez, foi enquadrado estes resultados em um contexto de consolidação da recuperação econômica – apesar, ainda, de alguns riscos externos -, de que o Banco Popular “quer ser protagonista e foi reforçado para isso”.
Neste sentido, Francisco Gomez falou sobre a “boa nota obtida em teste de stress”, que põe de manifesto Popular que está entre os bancos mais solventes da Europa. Prova disso é o bom desempenho que teve a dívida Popular no mercado secundário nos dias após os resultados das provas..
O ceo destacou também que o crédito a clientes cresceu até setembro em 707 milhões de euros. No sector de empresas, Popular continua sendo líder absoluto do sistema financeiro português no dotações ORÇAMENTAIS, depois de ter posto a sua disposição no que vai de ano de 3.324 milhões de euros no que vai de ano.
Esta aposta no crédito para pequenas e médias empresas será reforçada, segundo indicou Francisco Gómez, com a segunda leilão de liquidez do BCE. Na ‘rodada’ de dezembro, o Banco Popular solicitará o 50% restante que ainda tem disponível, depois de ter ido à anterior com 2.847 milhões de euros, valor que tem vindo a parar, integralmente, para o financiamento de pequenas e médias empresas, autônomos e empreendedores.